Ipsis litteris

Todos Juntos

"Todos juntos somos fortes
Somos flecha e somos arco
Todos nós no mesmo barco
Não há nada pra temer
- Ao meu lado há um amigo
Que é preciso proteger
Todos juntos somos fortes
Não há nada pra temer”

Por, Os Saltimbancos

Eu, caçador de mim.



"Por tanto amor
por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu, caçador de mim…

(…)

Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer
Senão esquecer o mêdo…

Abrir o peito
À força numa procura
Fugir às armadilhas
Da mata escura…

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim…

Abrir o peito
À força numa procura
Fugir às armadilhas
Da mata escura…

(…)

Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim…

Por, 14Bis

Quero ser um fracassado

"Destino temido por todos, deve ser evitado a qualquer custo. Na ânsia por se obter o oposto, ou seja, o sucesso, vale qualquer coisa.

Ninguém almeja o fracasso. E esse temor pelo fracasso na vida me leva a camuflar minhas motivações ao ponto de nem eu perceber meus medos e disfarces.

A falsa humildade, a obsessão secreta por elogios e a vontade impulsionadora de ser reconhecida pelas pessoas por causa de minhas iniciativas, por causa de meu intelectualismo, carisma e piedade corroem meu coração sem que ninguém perceba.

No entanto, quando começo a andar com Deus, percebo que, para ele, o verdadeiro sucesso é o fracasso, e que o conceito divino e sucesso é bem diferente do que o que absorvi. Jesus foi um fracasso perante as pessoas. Não conseguiu convencer muita gente, não conseguiu arrecadar grandes quantias de dinheiro e morreu como criminoso. Algumas das pessoas mais admiráveis foram fracassadas. Morreram cedo, sem placas de homenagem, sem uma poupança gorda e sem ter seus nomes na capa e best-sellers. Mal sabemos suas histórias e provavelmente nunca conheceremos a profundidade de suas experiências.

Temo pelo momento em que terei de optar a qual fracasso me dedicarei. Certamente serei fracassada perante os homens ou perante Deus. O reconhecimento das pessoas, na maioria das vezes, me afastará de Deus.

O reconhecimento perante Deus, na maioria das vezes, despertará o desprezo das pessoas.

A quem seguirei? A quem quero agradar? Terei coragem de optar por ser uma fracassada perante meus amigos, minha família? Terei coragem de morrer como indigente? De dar minha vida por desconhecidos, de negar títulos, diplomas, posições, salários, prestígio, oportunidades e prêmios?

É mais fácil optar pelo sucesso. Abraçar o mundo e deixar que ele se prostre aos meus pés. Rastejar por uma promoção na escala do status. Afinal, eu, como qualquer humano, gosto de amaciar meu ego, de ser lembrada, admirada e imitada. O sucesso é atraente. Ao mesmo tempo, repugnante perante Deus, que me desafia a negação, a dar a outra face, a tomar minha cruz, a sofrer, a perder minha vida, a crucificar meu eu, minha carne, meu ego e meus prazeres.

Não tenho forças para ser fracassada, mas espero que Deus me ajude e fechar os olhos para o mundo e conseguir desprezar os valores atraentes da sociedade, a virar as costas para os meus impulsos egoístas e para minha falsa humildade. Que Deus me ajude a não amar o sucesso que me levará ao inferno e a buscar o fracasso que me levará ao céu.”

Texto de: Paula Mazzini Mendes

Mania de Explicação

"Irritação é um alarme de carro que dispara bem no meio do seu peito."

"Solidão é uma ilha com saudade de barco."

Por Adriana Falcão.

emerhoff:

What is the Church?

via emerhoff / 3 years ago / 2 notes /

"Embora ainda se sentisse aquecido pelo chá que bebera e por ter se agitado bastante andando pelos montes de neve, Nikita sabia que esse calor não duraria muito e que, para aquecer-se pelo movimento não teria mais forças, pois já se sentia tão cansado como um cavalo quando para sem poder andar mais, apesar das chicotadas, e dono percebe a necessidade de alimentá-lo para que possa trabalhar de novo. Com um dos seus pés enregelado dentro da bota furada, Nikita já não sentia o polegar, e, além disso, seu corpo esfriava cada vez mais. A ideia de que poderia e, provavelmente, até deveria morrer naquela noite já lhe ocorrera, mas não lhe apareceu tão desagradável nem especialmente assustadora. E essa ideia não lhe parecia tão desagradável porque a sua vida inteira não fora nenhuma festa permanente, mas, pelo contrário, fora um servir aos outros interminável, o que já começava a fatigá-lo. E também não lhe era especialmente assustadora tal ideia porque, além dos patrões como Vassili Andrêitch, a quem servia ali, ele se sentiu sempre, nessa existência, dependente do Patrão maior, Aquele que o enviou para essa vida, e sabia que, mesmo morrendo, continuaria sob o poder desse mesmo Senhor, e que este Senhor não o abandonaria. "Se dá pena deixar o conhecido, o costumeiro? E daí? Também é preciso acostumar-se ao novo."

(Leon Tolstói - Senhor e Servo)

Adiante

 "Existem coisas melhores adiante do que qualquer outra que deixamos para trás."C.S.Lewis

Cordel sobre o Natal - By Euriano Sales

Diariamente

Para calar a boca: rícino Pra lavar a roupa: omo Para viagem longa: jato Para difíceis contas: calculadora Para o pneu na lona: jacaré Para a pantalona: nesga Para pular a onda: litoral Para lápis ter ponta: apontador Para o Pará e o Amazonas: látex Para parar na Pamplona: Assis Para trazer à tona: homem-rã Para a melhor azeitona: Ibéria Para o presente da noiva: marzipã Para Adidas: o Conga nacional Para o outono, a folha: exclusão Para embaixo da sombra: guarda-sol Para todas as coisas: dicionário Para que fiquem prontas: paciência Para dormir a fronha: madrigal Para brincar na gangorra: dois Para fazer uma touca: bobs Para beber uma coca: drops Para ferver uma sopa: graus Para a luz lá na roça: duzentos e vinte volts Para vigias em ronda: café Para limpar a lousa: apagador Para o beijo da moça: paladar Para uma voz muito rouca: hortelã Para a cor roxa: ataúde Para a galocha: Verlon Para ser “mother”: melancia Para abrir a rosa: temporada Para aumentar a vitrola: sábado Para a cama de mola: hóspede Para trancar bem a porta: cadeado Para que serve a calota: Volkswagen Para quem não acorda: balde Para a letra torta: pauta Para parecer mais nova: Avon Para os dias de prova: amnésia Para estourar pipoca: barulho Para quem se afoga: isopor Para levar na escola: condução Para os dias de folga: namorado Para o automóvel que capota: guincho Para fechar uma aposta: paraninfo Para quem se comporta: brinde Para a mulher que aborta: repouso Para saber a resposta: vide-o-verso Para escolher a compota: Jundiaí Para a menina que engorda: hipofagin Para a comida das orcas: krill Para o telefone que toca Para a água lá na poça Para a mesa que vai ser posta Para você, o que você gosta: Diariamente.

"God is not a white Man" - By Gungor.

 
Next »



Page 1 of 2
Theme by maggie. Runs on Tumblr.